16
Nov 08

Manuel Alegre é o homem de quem se fala hoje. Infelizmente não por aquilo que mais nos interessa: a sua poesia. Então, talvez fosse boa ideia contrabalançar a Alegria de hoje com um poema seu.

 

Amor de fixação

 

A experiência é madre das coisas

e por  ela  soubemos  radicalmente

a verdade

 

Duarte Pacheco Pereira, in "Esmeraldo"

 

 

Há um caminho marítimo no meu gostar de ti.

Há um porto por achar no verbo amar

há um demandar um longe que é aqui.

E o meu gostar de ti é este mar.

 

Há um Duarte Pacheco em eu gostar

de ti. Há um saber pela experiência

o que em muitos é só um efabular.

Que de naugrágios é feita esta ciência

 

que é eu gostar de ti como um buscar

as índias que afinal eram aqui.

Ai terras de Aquém-Mar (a-quem-amar)

 

naus a voltar no meu gostar de ti:

levai-me ao velho pinho do meu lar

eu o vi longe e nele me perdi.

 

 

Manuel Alegre

 

 

 

Se gostou deste post, considere subscrever o nosso feed completo.

Ou entao subscreva a Casa dos Poetas por Email!

 

postado pelo Casa dos Poetas às 13:59
Canção:: Bob Sinclar - World, Hold on
Poesia e Alguns dos Poetas da Casa: ,

16
Out 08
Vou deixar este livro. Adeus.
Aqui morei nas ruas infinitas.
Adeus meu bairro página branca
onde morri onde nasci algumas vezes.

Adeus palavras comboios
adeus navio. De ti povo
não me despeço. Vou contigo.
Adeus meu bairro versos ventos.

Não voltarei a Nambuangongo
onde tu meu amor não viste nada. Adeus
camaradas dos campos de batalha.
Parto sem ti Pedro Soldado.

Tu Rapariga do País de Abril
tu vens comigo. Não te esqueças
da primavera. Vamos soltar
a primavera no País de Abril.

Livro: meu suor meu sangue
aqui te deixo no cimo da pátria
Meto a viola debaixo do braço
e viro a página. Adeus.
Manuel Alegre
postado pelo Casa dos Poetas às 02:15
Canção:: U2 - love and peace or else
Poesia e Alguns dos Poetas da Casa: ,

PARCEIROS
pesquisar neste blog
 
Membros no activo
Ana Luísa Silva / Joana Simões / Ana Coreto / José Eduardo Antunes / Tiago Nené
arquivos
links
blogs SAPO