05
Fev 09

HOMEM

 

Ele respira no ar, respira na erva temporã

respira os caules que se agitam,

todas as canções enquanto ainda se podem escutar,

uma mão quente de mulher sob a cabeça.

Respira, respira - mas não chega.

 

Respira a mão -

que é única para ele,

respira o seu país -

que é único para ele,

chora, sofre, ti, assobia,

e fica calado à janela, e canta até de madrugada,

e folheia amorosamente a sua curta vida.

 

Bulat Okudjava

Tradução de Manuel de Seabra

 

 

Na primeira noite, eles se aproximam
e colhem uma flor de nosso jardim.
E não dizemos nada.
Na segunda noite, já não se escondem,
pisam as flores, matam nosso cão.
E não dizemos nada.
Até que um dia, o mais frágil deles,
entra sozinho em nossa casa, rouba-nos a lua,
e, conhecendo nosso medo,
arranca-nos a voz da garganta.

E porque não dissemos nada,
já não podemos dizer nada.

 

Maiakovski

Tradução de João Bastos

 

 

Se gostou deste post, considere subscrever o nosso feed completo.

Ou entao subscreva a Casa dos Poetas por Email!

postado pelo Casa dos Poetas às 09:30
Canção:: My Lucky Day - Bruce Springsteen
Poesia e Alguns dos Poetas da Casa:

PARCEIROS
pesquisar neste blog
 
Membros no activo
Ana Luísa Silva / Joana Simões / Ana Coreto / José Eduardo Antunes / Tiago Nené
arquivos
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

links
blogs SAPO