27
Dez 08

ALARMES

 

não desenroles tanto a noite

em tua pele. não equipares ao corpo

o tropel das palavras

na toalha. não encalhes em mim

tanta beleza. aperta

a blusa. recolhe do meu rosto

os teus olhares, alguma lágrima

brilhando sobre a mesa.

 

sossega. é cedo ainda

para o deserto trepidante

do desejo. não julgues saber já

que desenlaces

o meu corpo procura

sobre o teu. nem eu te ofereço

o armadilhado morango

do amor. apenas peço

que adormeças,

que dês lugar na cama

ao meu fantasma.

 

coloca o coração

numa órbita prudente. talvez não tarde

o tempo,

o lugar onde eu te diga

as palavras que desligam

os alarmes que instalei

em toda a alma.

 

Luís Miguel Queirós

in As Imagens Dominantes

Lisboa 1991

Editora exercício de dizer

 

 

Se gostou deste post, considere subscrever o nosso feed completo.

Ou entao subscreva a Casa dos Poetas por Email!

postado pelo Casa dos Poetas às 20:00
Canção:: U2 - Get on your boots
Poesia e Alguns dos Poetas da Casa: ,

PARCEIROS
pesquisar neste blog
 
Membros no activo
Ana Luísa Silva / Joana Simões / Ana Coreto / José Eduardo Antunes / Tiago Nené
arquivos
links
blogs SAPO