16
Out 08

Uma bela manhã, num povo de gente adorável, um homem e uma
mulher soberbos gritavam na praça pública: «Amigos, quero que ela seja
rainha!» « Quero ser rainha!» Ela ria e tremia. Ele falava de revelação, de
prova terminada. Desfaleciam nos braços um do outro.
E efectivamente foram reis, por toda uma manhã, quando os véus
carminados se ergueram sobre as casas, e por toda uma tarde, para os
lados dos jardins de palmeiras.

jean-arthur rimbaud

Iluminações -
Uma Cerveja no Inferno
(tradução de Mário Cesariny)

postado pelo Casa dos Poetas às 21:29
Canção:: parker and lily, the low lows, 'suit of fire'
Poesia e Alguns dos Poetas da Casa: , ,

PARCEIROS
pesquisar neste blog
 
Membros no activo
Ana Luísa Silva / Joana Simões / Ana Coreto / José Eduardo Antunes / Tiago Nené
arquivos
links
blogs SAPO