16
Out 08


I.

Na cidade não se falava de amor

mas eu amava

e resistia à cidade

porque falava de amor.


 

II.

Uns viviam em ruas com nome

de escultor,

outros viviam em ruas com nome

de pintor,

muito poucos viviam em ruas com nome

de gente.


 

III.

Na cidade tudo era circular:

terminava no mesmo ponto

em que começava.

Redondos, inúteis,

sobrevivíamos

como as montanha lá ao fundo.


Filipa Leal

in A cidade líquida e outras texturas (deriva)

postado pelo Casa dos Poetas às 21:26
Canção:: chet baker, do it the hard way - 'it never entered my mind'
Poesia e Alguns dos Poetas da Casa: , ,

PARCEIROS
pesquisar neste blog
 
Membros no activo
Ana Luísa Silva / Joana Simões / Ana Coreto / José Eduardo Antunes / Tiago Nené
arquivos
links
blogs SAPO