09
Dez 08

Depois de termos recebido notícias de amigos argentinos, apeteceu-nos colocar na Casa dos Poetas  algo do país das pampas. Nada melhor do que a força das aliterações neste brilhante poema de Graciela Perosio.

 

 

BRECHAS DO MURO

 

É muro um mero muro um muro para morrer um muro

Mudo é o medo mudo da morte

Mordo o muro o muro mente MERDA o muro

Muro de morte

Sinto o musgo do muro o mero musgo moo a minha mente

Contra o muro o muro é uma mola que se afunda em

Mares obscuros o mero musgo o mero musgo do muro para

A minha Morte Merda

É o muro é o muro o muro é mudo olha morre

A vida pelos amigos da vida da morte

A minha mera morte a minha mera vida contra o muro contra o

Muro sempre

Olha é o mero muro olha o muro morre

 

 

Graciela Perosio

(tradução de Tiago Nené)

 

 

Graciela Perosio nasceu em Buenos Aires, Argentina, em 1950.

 

 

Se gostou deste post, considere subscrever o nosso feed completo.

Ou entao subscreva a Casa dos Poetas por Email!

postado pelo Casa dos Poetas às 15:00
Canção:: Rita Redshoes - Dream on girl
Poesia e Alguns dos Poetas da Casa:

PARCEIROS
pesquisar neste blog
 
Membros no activo
Ana Luísa Silva / Joana Simões / Ana Coreto / José Eduardo Antunes / Tiago Nené
arquivos
links
blogs SAPO