09
Dez 08

Apalpa um violino

 

Apalpa um violino

com teus dentes.

Corrige a corriqueira

soma dos acordes.

Medicamenta o mundo.Ó bruxo semanal

com teus abutres, teu mocho

dado à gula dos mistérios,

quem paga esta consulta?

quem sobe, arfando, os degraus

da febre? Teu beijo muge

a tua boca sangra

o teu pescoço azul

desponta no meu peito.A esta hora exacta

os deuses

parem

em lugares recônditos.

Seus ovos lentos

crescem

no coração dos tontos.Refreias toda a fala

sustenida

e os campos taciturnos

nem se movem.

 

Ó mago indolente

entre os meus dedos.Cabrito pouco astuto

em devaneios. Os animais famintos

Com seu crespo ondular

Percorrem-te os inventos,

E nós,

Os instrumentos.

 

A rede musicada

Das tuas mãos de merda.

 

Armando Silva Carvalho

in "Os Ovos de Ouro"

 

 

Se gostou deste post, considere subscrever o nosso feed completo.

Ou entao subscreva a Casa dos Poetas por Email!

postado pelo Casa dos Poetas às 21:20
Canção:: Andreas Johnson - Crush
Poesia e Alguns dos Poetas da Casa: ,

PARCEIROS
pesquisar neste blog
 
Membros no activo
Ana Luísa Silva / Joana Simões / Ana Coreto / José Eduardo Antunes / Tiago Nené
arquivos
links
blogs SAPO