27
Nov 08

Na Casa dos Poetas procuramos ter um olhar sobre o mundo. Deste vez parámos na escandinávia, mais precisamente na Suécia. Esperamos que gostem dos poetas suecos que apresentamos. Maria Wine e Gunnar Ekelöf, entre outros nomes, como Dan Andersson, Eyvind Johnson, Birger Sjöberg ou Tomas Tranströmer, representam a melhor poesia que por lá se faz. Próxima paragem: Finlândia.

 

 

A mulher submerge-se no banho

com a mesma doce espera

com que se aproxima do leito do amante

e se deixa fundir lentamente

na água tépida suave

Agua de carícia envolvente

que eleva os seios

e os balanceia

pontas que despertam as suas bocas vermelhas

mãos que se abrem como estrelas do mar

e navegam pensativas de um lado para o outro

e roçam de vez em quando as curvas do corpo

A cabeça é um nenúfar que se move

sobre a superfície da água

e na esperança dos olhos

crescem sonhos luminosos

que nenhum amante

poderá jamais cumprir.

 

Maria Wine com tradução de Casimiro de Brito

 

 

É o silêncio que deves escutar

o silêncio por detrás das alusões, das elisões

o silêncio por detrás da retórica

o silêncio do que se chama a perfeição formal

Isto é a busca do não-sentido

até no próprio sentido

e reciprocamente

Ora tudo o que com arte escrevo

justamente é sem arte

e todo o cheio é vão

Tudo o que escrevi

está escrito entre as linhas

 

Gunnar Ekelöf com tradução de Vasco Graça Moura

 

 

Se gostou deste post, considere subscrever o nosso feed completo.

Ou entao subscreva a Casa dos Poetas por Email!

postado pelo Casa dos Poetas às 08:20
Canção:: God - The Beatles
Poesia e Alguns dos Poetas da Casa: ,

PARCEIROS
pesquisar neste blog
 
Membros no activo
Ana Luísa Silva / Joana Simões / Ana Coreto / José Eduardo Antunes / Tiago Nené
arquivos
links
blogs SAPO