26
Nov 08

A Casa dos Poetas dedica este poema a Inês Ramos, do blogue Porosidade Etérea, pelo gosto pela descoberta dos novos poetas.

 

UM POETA NOVO

 

Encontrar um poeta novo

é como encontrar uma flor nova

selvagem no bosque. Não vês

 

o seu nome nos livros de botânica,

e ninguém acredita, assim que o disseres,

na sua cor estranha e no modo

 

como as suas folhas crescem em fila

sobre todo o comprimento da página.

De facto, cada página cheira a vinho tinto

 

derramado e a frescura do mar

num dia nebuloso - o odor da verdade

e o costume da mentira.

 

E as palavras parecem tão familiares,

tão estranhamente novas, palavras

que tu quase escreveste, se somente

 

nos teus sonhos tivesse havido um lápis

ou uma caneta ou até um pincel,

se apenas tivesse havido uma flor.

 

Linda Pastan, poetisa americana de origem judaica. Para ler uma análise a este poema em inglês, seguir por este link. A tradução do poema pertence a Tiago Nené.

 

 

Se gostou deste post, considere subscrever o nosso feed completo.

Ou entao subscreva a Casa dos Poetas por Email!

postado pelo Casa dos Poetas às 09:15
Canção:: Clã e Jorge palma - Convite (caixa de mensagens)
Poesia e Alguns dos Poetas da Casa: ,

PARCEIROS
pesquisar neste blog
 
Membros no activo
Ana Luísa Silva / Joana Simões / Ana Coreto / José Eduardo Antunes / Tiago Nené
arquivos
links
blogs SAPO