03
Dez 08

Já aqui temos posto alguma poesia do premiadíssimo poeta espanhol, natural de Valência, Rafael Camarasa. Demos destaque anteriormente ao livro O Sítio Justo, obra vencedora do Prémio Internacional Palavra Ibérica em 2008. Desta feita pegámos no livro de poemas Cromos que saiu em Espanha em 2007, poemário que venceu o VI Premio Paiporta de Creación Poética.

 

 

MEDUSA

 

Senta-se à minha frente, escuta-me com atenção. Dá o seu assentimento ao que digo, ainda que não creia nas minhas palavras. O nadador que arruma a roupa, que ninguém diria que é mau tipo. Poderia interpretar todos os papéis, excepto o de personagem de si mesmo.

 

 

Rafael Camarasa Bravo

(tradução de Tiago Nené)

 

 

PS: para uma micronarrativa de Rafael Camarasa, do seu novo livro Feos, seguir para o Texto-al.

 

 

 

Se gostou deste post, considere subscrever o nosso feed completo.

Ou entao subscreva a Casa dos Poetas por Email!

postado pelo Casa dos Poetas às 20:15
Canção:: Coldplay - Amsterdam
Poesia e Alguns dos Poetas da Casa: , ,

PARCEIROS
pesquisar neste blog
 
Membros no activo
Ana Luísa Silva / Joana Simões / Ana Coreto / José Eduardo Antunes / Tiago Nené
arquivos
links
blogs SAPO