30
Nov 08

PASSAREI PELA PRAÇA DE ESPANHA

 

O céu estará límpido.

As ruas abrir-se-ão

na colina de pinheiros e de pedra.

O tumulto das ruas

não mudará esse ar parado.

As flores das fontes

salpicadas de cores

abrirão os olhos como mulheres

divertidas. As escadas

os terraços as andorinhas

cantarão ao sol.

Abrir-se-á aquela rua,

as pedras cantarão,

o coração baterá em sobressalto

como a água nas fontes -

será esta a voz

que subirá as tuas escadas.

As janelas saberão

o odor da pedra e do ar

matinal. Abrir-se-á uma porta.

O tumulto das ruas

será o tumulto do coração

na luz extraviada.

 

Serás tu - quieta e clara.

 

 

MITO

 

Virá o dia em que o jovem deus será um homem,
sem sofrimento, com o morto sorriso do homem
que compreendeu. Também o sol se move longínquo
avermelhando as praias. Virá o dia em que o deus
já não saberá onde eram as praias de outrora.

Acorda-se uma manhã em que o Verão morreu,
e nos olhos tumultuam ainda esplendores
como ontem e no ouvido os fragores do sol
feito sangue. A cor do mundo mudou.
A montanha já não toca o céu; as nuvens
já não se amontoam como frutos; na água
já não transparece um seixo. O corpo dum homem
curva-se pensativo onde um deus respirava.

O grande sol acabou, e o cheiro da terra
e a rua livre, colorida de gente
que ignorava a morte. Não se morre de Verão.
Se alguém desaparecia, havia o jovem deus
que vivia por todos e ignorava a morte.
Nele a tristeza era uma sombra de nuvens.
O seu passo pasmava a terra.

                                        Agora pesa
o cansaço sobre todos os membros do homem,
sem sofrimento: o calmo cansaço da madrugada
que abre um dia de chuva. As praias sombreadas
não conhecem o jovem a quem outrora bastava
que as olhasse. Nem o mar do ar revive
na respiração. Cerram-se os lábios do homem
resignados, para sorrir frente à terra.

 

 

Cesare Pavese foi um grande poeta italiano. Nasceu em 1908 em Santo Stefano Belbo e morreu em 1950 na cidade de Turim.

 

 

Se gostou deste post, considere subscrever o nosso feed completo.

Ou entao subscreva a Casa dos Poetas por Email!

postado pelo Casa dos Poetas às 11:30
Canção:: Oasis - I'm outta time
Poesia e Alguns dos Poetas da Casa: , ,

PARCEIROS
pesquisar neste blog
 
Membros no activo
Ana Luísa Silva / Joana Simões / Ana Coreto / José Eduardo Antunes / Tiago Nené
arquivos
links
blogs SAPO