27
Mar 09

 

 

Polishop

 

click,

dormem em simultâneo sobre as escarpas

e sobre a sua beleza suja,

interior ao sono, interior à chuva,

colocam as mãos nos bolsos como se lá estivesse

parte de uma incompletude que os completasse,

consolidam a solidão inacessível,

sentem o vento processar o seu rigor irregular

nos pulsos rasgados,

ouvem música petrificada, julgam que o ritmo

e o movimento da cabeça os podem apartar,

e por isso se intitulam apenas

de ouvintes de música,

click,

nunca saberiam assinalar, por exemplo, nos negativos

da presente sessão, os lugares íngremes

das suas infâncias que se auto-consolam

e auto-flagelam entre si.

sobre eles disparo como se atirasse a matar

sobre as suas ideias transumantes

em direcção à trovoada oca

dos meus olhos brancos.

click,

o crepúsculo carrega-nos, a confusão inicia-nos as fugas,

todas as fugas, todas as horas que a bem ou a mal

singram e quebram.

quem me dera poder embriagar-lhes a sombra,

desatar-lhes os nós da vida,

poder vê-los andar de novo,

e ficar aqui para sempre, neste fim de tarde,

compensando a minha completa falta de rosto

com a tripulação dos meus dedos

fingindo sobre a máquina fotográfica.

 

 

Tiago Nené

in Polishop

 

Fonte: Texto-al

 

 

Se gostou deste post, considere subscrever o nosso feed completo.

Ou entao subscreva a Casa dos Poetas por Email!

postado pelo Casa dos Poetas às 08:00
Canção:: Coldplay - easy to please
Poesia e Alguns dos Poetas da Casa: , ,

25
Mar 09

É um lugar cercado de água

 

É um lugar cercado de água por todos os lados. Ilha.

Nome próprio e singular.

Quer seja oceano, bairro, monte, eu não sei como lhe

Chamam no sul, por exemplo:

Ilha é outra coisa. É ser.

Cercar de todas as maneiras a possibilidade,

De acesso.

Ilha rima com filha, partilha (esta é dos karts), matilha

Camilha, e outros rores.

Que sempre falaram de ser.

Por todos os lados como o ar.

 

Jorge Fallorca Alpendre

& etc - subterrâneo três,

1988

 

 

 

Se gostou deste post, considere subscrever o nosso feed completo.

Ou entao subscreva a Casa dos Poetas por Email!

postado pelo Casa dos Poetas às 23:17
Poesia e Alguns dos Poetas da Casa: , ,

21
Mar 09

 

 

 

Se gostou deste post, considere subscrever o nosso feed completo.

Ou entao subscreva a Casa dos Poetas por Email!

postado pelo Casa dos Poetas às 03:40
Canção:: A Naifa -Monotone - de 3 Minutos Antes De A Maré Encher
Poesia e Alguns dos Poetas da Casa:

19
Mar 09

Corredor de Freiras

 

Talvez tenhas razão:

talvez a verdadeira paz

somente se encontre

num lugar escuro como este,

num corredor de colégio,

onde as raparigas se pavoneiam a cada dia,

deixando nas paredes

casacos e capuzes;

Onde os velhos pobres

que vêm pedir

se contentam com umas poucas moedas

oferecidas por Deus;

Onde, ainda cedo, por culpa

das janelas fechadas,

se acendem as lâmpadas

e não se aguarda

ver morrer a luz,

ver morrer a cor e a saliência das coisas;

Contudo, ide ao encontro da noite

com outra luz acesa ao alto,

e a alma que arde não sofrerá

a revelação da sombra.

 

Antonia Pozzi

Milão, 12 de Novembro de 1931
(tradução de Tiago Nené)

 

 

Se gostou deste post, considere subscrever o nosso feed completo.

Ou entao subscreva a Casa dos Poetas por Email!

</style>

postado pelo Casa dos Poetas às 17:17
Canção:: Raua Real - Esta Noche es noche buena
Poesia e Alguns dos Poetas da Casa:

18
Mar 09

DESCRIÇÃO DA MENTIRA

 

Que verdade existe no ventre das pombas?

A verdade está na língua ou no ventre dos espelhos?

A verdade é o que responde às perguntas dos príncipes?

Qual é então a resposta à pergunta dos oleiros?

 

Se levantares uma túnica encontrarás um corpo mas não uma pergunta:

para quê as palavras enxutas em cíngulos ou as construídas em esquinas imóveis,

as convertidas em lâminas e, em seguida, despojadas e ávidas?

 

Ou melhor: alguma vez fui cínico como asfalto ou pelame?

Não se trata disso, apenas que o asfalto possuía a minha memória e as minhas exclamações relatavam a perdição e a inimizade.

A nossa sorte é difícil reclusa na beladona e nos recipientes que não devem ser abertos.

Sujo, sujo é o mundo, porém respira. E tu entras no quarto como um animal resplandecente.

 

Depois do conhecimento e do esquecimento que paixão me concerne?

Não hei-de responder mas sim reunir-me com tudo o que está oferecido nos átrios e na distribuição dos resíduos,

com tudo o que treme e é amarelo debaixo da noite.

 

Antonio Gamoneda,

In Descrição da Mentira

Quasi

Prémio Cervantes, 2006

tradução de Vasco Gato

 

 

 

Se gostou deste post, considere subscrever o nosso feed completo.

Ou entao subscreva a Casa dos Poetas por Email!

postado pelo Casa dos Poetas às 06:23
Canção:: Radiohead- Wolf at the door
Poesia e Alguns dos Poetas da Casa: , ,

16
Mar 09

 

UM CONGRESSO EM MONTESINHO

 

depois de três dias de

comunicações e mesas redondas sobre

a conservação do lobo

o capuchinho vermelho pediu a

palavra e disse

tudo muito certo

mas como é que eu levo

o lanche

à minha avó?

 

José Carlos Barros.

in revista criatura

Vol II

 

 

 

Se gostou deste post, considere subscrever o nosso feed completo.

Ou entao subscreva a Casa dos Poetas por Email!

postado pelo Casa dos Poetas às 12:30
Canção:: two gallants, the throes, 'nothing to you'
Poesia e Alguns dos Poetas da Casa: ,

15
Mar 09

 

 

Em Busca

 

Ponho os olhos em mim, como se olhasse um estranho,

E choro de me ver tão outro, tão mudado…

Sem desvendar a causa, o íntimo cuidado

Que sofro do meu mal — o mal de que provenho.

 

Já não sou aquele Eu do tempo que é passado,

Pastor das ilusões perdi o meu rebanho,

Não sei do meu amor, saúde não na tenho,

E a vida sem saúde é um sofrer dobrado.

 

A minh’alma rasgou-ma o trágico Desgosto

Nas silvas do abandono, à hora do sol-posto,

Quando o azul começa a diluir-se em astros…

 

E à beira do caminho, até lá muito longe,

Como um mendigo só, como um sombrio monge,

Anda o meu coração em busca dos seus rastros…

 

José Duro

in Antologia de Poetas Alentejanos

 

 

 

Se gostou deste post, considere subscrever o nosso feed completo.

Ou entao subscreva a Casa dos Poetas por Email!

postado pelo Casa dos Poetas às 19:42
Canção:: Andreas Johnson - People
Poesia e Alguns dos Poetas da Casa: ,

PARCEIROS
pesquisar neste blog
 
Membros no activo
Ana Luísa Silva / Joana Simões / Ana Coreto / José Eduardo Antunes / Tiago Nené
arquivos
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

links
blogs SAPO