29
Out 08

Tele-escola

 

Se o tino não me falha

já tinha aprendido a ler-me,

desenhei de um trago as curvas do mundo,

com as aparas do carvão

fiz povos às cores,....

 

gente que olhasse o passado com ar frívolo,

desnudando mulheres pela maldade de o fazer,

e esperar em troca o declínio das estações,

e o benfazer das rugas traçadas a sangue,....

 

todos os dias me faço mal,

habito em oceanos de aldeias desertas,

e continuo sem entender,

se a terra tem alma,...

 

ou se sou eu o mapa-mundo dos equívocos....

 

 

Miguel Curado.

Este poeta é autor do blogue Inatingível

postado pelo Casa dos Poetas às 20:43
Canção:: Rui Veloso - Cavaleiro Andante
Poesia e Alguns dos Poetas da Casa:

PARCEIROS
pesquisar neste blog
 
Membros no activo
Ana Luísa Silva / Joana Simões / Ana Coreto / José Eduardo Antunes / Tiago Nené
arquivos
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

links
blogs SAPO