24
Out 08

Daniil Harms (ou Kharms) foi um poeta russo da era soviética. É considerado um poeta surrealista e absurdista. É também romancista e dramaturgo. Eis um poema de A Velha e Outras Histórias (assírio & alvim, 2007, com tradução de Filipe Guerra e Nina Guerra)

 

 

O milhão

 

Eis a marcha de quarenta

Rapazes lado a lado:

Um, dois,

Três, quatro,

E mais quatro vezes quatro,

E ainda quatro por quatro,

E ainda outros quatro.

 

Eis quarenta, pelas ruelas,

Raparigas, todas belas:

Uma, duas,

Três e quatro,

E mais quatro vezes quatro,

E ainda quatro por quatro,

E ainda outras quatro.

 

Encontram-se de repente,

E ao todo são oitenta!

Um, dois,

Três, quatro

Vezes quatro,

Mais catorze

Vezes quatro,

E ainda outros quatro.

 

Já viraram para a praça,

E na praça, vejam bem:

Não é chusma

Ou companhia,

Nem multidão

Ou batalhão,

Nem quarenta,

Nem um cento,

Mas é quase um milhão!

 

Um, dois, três, quatro,

E mais quatro

Vezes quatro,

Cento e quatro

Vezes quatro,

Cento e meio

Vezes quatro,

Duzentos mil

Por quatro,

E ainda outros quatro!

Fim.

 

 

 

 

Outro poema do autor pode ser encontrado no A única real tradição viva, blogue especialista em poesia surrealista.

 

postado pelo Casa dos Poetas às 10:00
Canção:: Pluto - Algo teu
Poesia e Alguns dos Poetas da Casa: ,

PARCEIROS
pesquisar neste blog
 
Membros no activo
Ana Luísa Silva / Joana Simões / Ana Coreto / José Eduardo Antunes / Tiago Nené
arquivos
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

links
blogs SAPO